domingo, 10 de abril de 2016

Coesão e Leitura, breve reflexão

As atividades para o ensino/aprendizagem de leitura, a partir de diferentes gêneros de discurso, devem focar, entre outros elementos, diferentes procedimentos de leitura. As diferentes práticas de leitura exigem e contribuem para que o aluno constitua, com o apoio do professor, e por meio de uma série de atividades de leitura, diferentes capacidades exigidas pelos multiletramentos.

Nesta publicação queremos ressaltar a importância de se trabalhar com a Textualidade. 

Textualidade é um conjunto de características que fazem com que um texto seja considerado como tal e não como um amontoado de palavras e frases. Para isso, a construção de um texto exige: 

a. progressão temática - A construção do texto exige que ele mantenha “o fio da meada” (unidade temática). Exige também que apresente novas informações sobre o tema. Por exemplo, um texto sobre um animal não pode, aleatoriamente, passar a tratar de como lavar roupa em uma máquina de lavar. Como seu tema é um animal específico, o texto precisa falar de seus diferentes aspectos: suas características físicas, seu comportamento, habitat, procriação etc.

b. coesão - Um texto, além de ter progressão temática, deve apresentar alguns elementos linguísticos que estabelecem as relações entre suas partes e suas frases - os elementos de coesão. 

Fala-se de coesão referencial quando a interpretação de um termo pressupõe a recuperação de outro, ou seja, para ser entendido, o leitor precisa remetê-lo a outro. Exemplo: “O aluno estudou muito. Ele estava preparado para realizar a prova.” Para entender o significado da palavra “ele”, deve-se relacioná-la à palavra “aluno”. Exemplos de alguns mecanismos de coesão referencial usados para tramar o texto: a repetição de um mesmo item lexical, sinônimos, pronomes, etc. 

Fala-se de coesão sequencial quando, por meio de elementos da língua, se estabelece relações entre o que foi dito e aquilo que virá na sequência. Exemplo: “Ainda que tenha dado algumas razões para justificar tal afirmação, gostaria de apresentar mais uma (...)”. 

Pelos mecanismos de coesão, o leitor compreende como a coerência se estabelece, ou seja, como se dá a relação entre as ideias, como umas complementam as outras sem se contradizerem, construindo as relações de sentidos no interior do texto.

Fonte: Eliana Gagliardi e Heloisa Amaral

Nenhum comentário:

Postar um comentário